Sábado, 25 de Outubro de 2008
Henrique Estevão no

 

Henrique Estevão com Viva o Gamanço II
Viva o Sócrates
Uma das coisas que mais me chateava em puto era quando ia a qualquer lado e me perguntavam de onde eu era e rematavam logo: “Ah, és de Olhão. Porta sim porta não!” Ficava fulo. Depois, já mais velho e batido, aprendi a responder: Olha e na tua todas são! Sabem todos a que me refiro.
Mais tarde, investigando, soube que o aumento da prostituição em Olhão teve origem e causa nos finais dos anos 30 quando se deu a grande expansão da indústria conserveira. Era preciso alimentar com enlatados a II Guerra Mundial. A maior parte ia para os alemães, mas também para ingleses e outros. Uns davam o coiro na guerra, os outros a trabalhar como escravos para os alimentar.
Houve necessidade de trazer para Olhão mais barcos e homens para a pesca da sardinha e da cavala que abasteciam as fábricas que, por sua vez, alimentavam quem na guerra morria. Daí muitos homens terem vindo sozinhos de outras terras de Portugal para Olhão. Essencialmente da Póvoa de Varzim, Ovar e Setúbal, entre outras. E como não só de conserva se alimenta o corpo, com eles vieram também as outras coisas. Hoje, é ao contrário. Vêm mulheres, essencialmente brasileiras e dos países de leste alimentar outras carnes que não são de conserva. São igualmente escravas no trabalho como as antigas operárias conserveiras mas trabalham na sua grande maioria fora de Olhão. Enfim! Um dia era eu adolescente, logo a seguir a 1974 na Escola Tomás Cabreira em Faro, descobri um novo verbo que quase me deu volta à cabeça: era o verbo deputar. Fiquei com receio de vir a ser mais um tema de chacota para com a malta de Olhão que lá andava. Mas o seu significado e, como estávamos nos inícios da nossa democracia, até era quase criminoso brincar com coisas sérias. Porque deputar, do latim deputare, queria dizer: mandar ou incumbir alguém duma missão, delegar. Para nós ainda jovens e imbuídos no espírito do Maio de 68 isso era o que mais nos sensibilizava: deputar e servir os outros sem olhar a interesses pessoais. Foi nessa altura que nasceram as primeiras associações de estudantes legalizadas e das quais fiz parte até ao final da minha vida académica. Porém, esta semana ao ler nos jornais as notícias e comentários à Proposta do Orçamento do Estado para o próximo ano, não sei porque voltei a pensar nesses anos e no raio do verbo. Não comento mas li: “na apresentação do documento do OE, o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, garantiu que se trata de um ‘orçamento de rigor e prudência’”. Li também “que a despesa pública com as pensões vitalícias dos ex-titulares de cargos políticos irá ascender a 8,35 milhões de euros, em 2009. Com um universo de beneficiários de 383 pessoas”. Só para vos dar doisexemplos do que li.
 
“Um dia era eu adolescente,
logo a seguir a 1974 na Escola Tomás Cabreira em Faro, descobri
um novo verbo que quase me deu volta à cabeça: era o verbo deputar”.
 
Não sei se os pobres leitores desta crónica perceberam bem o sentido do verbo acima elucidado? Mas convém que certas pessoas percebam que deputar não é “andar à volta das rotundas” tais prostitutas. Elas coitadas não deputam. Não o podem fazer - talvez excepção feita a Cicciolina que chegou a deputar no parlamento italiano. Mas na sua esmagadora maioria não deputam, são sim gamadas por proxenetas que delas usam e abusam. Sem comentários.
Viva o Sócrates e mais a tia Manuela. Viva o PS e demais Partidos.
Viva o Magalhães e o gamanço. Por falar em gamanço
na sexta-feira passada assaltaram mais um caféjunto à minha casa. Mas ainda bem que não roubaram os sacos de lixo depositados na via pública que por lá ficaram durante todo o dia de Domingo. Sorte do fiscal do lixo.
 

 

Também pode ler este artigo aqui

e pode deixar o seu comentário



mano zé às 07:44
link do post | comentar

acompanhe a
blogosfera olhanense actualizada a cada meia hora

 

     aqui

visitantes desde 26/12/2008

arquivos

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds