Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
Olhão - Congresso Histórico é já na sexta.

 

 Estudantes saem à rua em Olhão

colaboração  enviada por email porJOCAR, às 10h45 

mano zé agradece esta colaboração e abre o Olhão é notícia a todas, em cima do acontecimaento que nos sejam enviadas

 

estudantes da Esc.S. Carlos da Maia, na Rotunda do Cubo, 10h30

 

 

 frente à Escola da Cavalinha

onde consta que vai estar a srª Maria de Lurdes Rodrigues esta tarde a distribuir o Magalhães

 

 em direcção à João da Rosa

 

 concentrados frente à João da Rosa

 

 

-publicado às 14h50-

 

Congresso Histórico sobre as Invasões Francesas traz a Olhão a nata dos investigadores

Debater os acontecimentos históricos ocorridos em Olhão em 1808, analisar as suas repercussões no Algarve e em Portugal e reflectir sobre o tema das invasões francesas são as questões principais do Congresso Histórico que terá lugar dias 14, 15 e 16 de Novembro em Olhão.

 

Estudiosos de todo o país e também de Espanha sentam-se à mesma mesa para discutir páginas importantes da História de Portugal e do mundo. Trata-se de uma iniciativa da Câmara Municipal de Olhão em colaboração com o Centro de Estudos de Património e História do Algarve da Universidade do Algarve.

Os séculos XVIII e XIX olhados sob a perspectiva de Olhão, do Algarve e de Portugal. Este é o ponto de partida para a realização do Congresso «Olhão, o Algarve & Portugal no Tempo das Invasões Francesas» que irá reunir Historiadores de várias instituições e Universidades portuguesas e também da Universidade de Huelva.

A coordenação científica deste seminário é da responsabilidade de António Rosa Mendes e Paulo Oliveira, ambos da Universidade do Algarve.

Esta iniciativa da autarquia de Olhão realiza-se no âmbito das Comemorações Olhão da Restauração - 200 anos ‘1808-2008’cujo programa teve início em Janeiro deste ano e só terminará no final de Dezembro.

Há 10 meses que o concelho vive intensamente esta celebração dos 200 anos da elevação de Olhão a Vila de Olhão da Restauração, com a realização de inúmeros eventos e iniciativas que têm abrangido todas as áreas: culturais, desportivos, populares, recreativas e históricas.

Um dos pontos altos do programa é, sem dúvida, este Congresso Histórico, que irá atrair todas as atenções para a cidade de Olhão, para os acontecimentos aqui ocorridos em 1808 e para as suas consequências a nível regional e nacional.

Com esta iniciativa, a autarquia olhanense volta a conseguir concretizar alguns dos conceitos-chave deste programa de comemorações: celebrar as suas origens e raízes históricas, valorizar as figuras de Olhão e projectar o Concelho a nível nacional e internacional.

O Congresso decorre no Auditório do Parque Natural da Ria Formosa e tem entrada livre.
 


 

barlavento online 

 

Foto

ponte romana onde os insurrectos olhanenses bateram as tropas napoleónicas em 1808

 

PJ detém 7 traficantes de droga em Olhão

 

   Em causa estava a saída do Algarve da embarcação portuguesa «Ilha da Culatra», sendo que na noite de domingo para segunda-feira, com o apoio da Polícia Marítima, as autoridades interceptaram o barco tendo apreendido «73 fardos de haxixe».

Durante a operação, a polícia deteve «em flagrante delito» cinco homens de nacionalidade estrangeira, com mais dois detidos, ambos portugueses e considerados «os líderes da rede criminosa», a serem detidos no seguimento da investigação.

A PJ refere que, depois destas duas últimas detenções, acredita ter desmantelado «por completo» a rede criminosa de tráfico internacional de estupefacientes.

Além da embarcação «Ilha da Culatra», também foi apreendido dinheiro, uma viatura de alta cilindrada, telemóveis, um telefone satélite e um GPS. 
  

 
rádio Horizonte

 

 Estatuto da Comunidade Intermunicipal do Algarve foi aprovado e obriga a reconversão das actuais áreas metropolitanas.

 

O novo regime jurídico do Associativismo Municipal estabeleceu os estatutos da Comunidade Intermunicipal do Algarve (CIM), entre os quais se prevê a reconversão das actuais áreas metropolitanas e comunidades intermunicipais de fins gerais criadas nos termos das Leis 10/2003 e 11/2003, de 13 de Maio.

Estas serão convertidas em CIM correspondentes às unidades territoriais definidas com base nas Nomenclaturas das Unidades Territoriais Estatísticas de nível III (NUTS III) em que se integram.

As 16 autarquias algarvias devem remeter a proposta dos estatutos para as respectivas Assembleias Municipais para aprovação, até ao dia 29 do corrente mês.

As áreas de intervenção da CIM abrangem: a promoção do planeamento e da gestão da estratégia do desenvolvimento económico, social e ambiental do território abrangido, a articulação dos investimentos municipais de interesse intermunicipal, a participação na gestão de programas de apoio ao desenvolvimento regional, designadamente no âmbito do Quadro de Referência Estratégico nacional (QREN) e o planeamento das actuações de entidades públicas, de carácter supramunicipal.

Acresce ainda a responsabilidade de assegurar a articulação das actuações entre os municípios e os serviços da Administração Central na área da saúde, educação, cultura e ordenamento do território, entre outros.


 

observatóriodo Algarve

 

Congresso Histórico

Olhão, o Algarve & Portugal 

Programa

 para ampliar clique na imagemhorário de transportes disponibilizados para o Congresso

 
 


mano zé às 07:35
link do post | comentar

acompanhe a
blogosfera olhanense actualizada a cada meia hora

 

     aqui

visitantes desde 26/12/2008

arquivos

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds